sexta-feira, 8 de setembro de 2006

INCOMPARÁVEIS PROMESSAS

Nestes dias em que estamos sempre tão ocupados, é tão fácil esquecer. Nos dias em que estamos na ativa, é tão difícil lembrar... Nas horas tão atribuladas na nossa vida, quando pensamos estar sós, nos esquecemos que temos amigos, família, muitos irmãos... Deus está lá de cima nos assitindo e torcendo, mas de vez em quando tropeçamos e cáimos e Ele nos olha e pensa: "Opa, eis aí a minha oportunidade de chamar-lhe a atenção. Pelo menos agora ele vai lembrar de Mim..."! E eu quero me lembrar! Como tantas vezes usamos de artifícios para nos lembrar de trivialidades, como amarrar um barbante no dedo, escrever no espelho, também é importante fazer isso com as promessas de Deus que recebemos! Não podemos nos esquecer!

E realmente nos vêm a memória as promessas que Ele nos fez. As promessas que uma vez foram liberadas por alguém que não pode mentir, e nada pode impedir que elas se cumpram em nós. Ninguém senão nós mesmos.

Como diz a letra da canção: "Nada se compara às promessas que eu tenho em Ti..." (Hillsong - Shout to the Lord, numa tradução literal da última frase). Por crer nessas promessas, e saber de Sua fidelidade, eu decidi não permanecer caído. Na minha loucura eu abandonei o Senhor, e quebrei os Seus princípios... Mas me arrependo no pó e na cinza... Hoje eu volto aos Seus braços, disposto a me humilhar e voltar ao primeiro amor. Decido segurar nas mãos do Único que pode me levantar. E recebo Seu perdão. O resto é conversa!!!
.
Nestes últimos dias eu tenho passado pela experiência de ser julgado e condenado pelos homens, sei que passei também pelo Tribunal celestial... Mas percebi uma diferença: os homens julgam com o propósito de trazer a condenação sobre nós, enquanto Deus... Ele nos julga, sim, mas Ele nos julga para nos mostrar que estamos deseperadamente precisando de uma Restauração tal que somente Ele pode fazer na nossa vida. Então Ele veio e me restaurou! Hoje livre sou para o Seu louvor! Obrigado, Jesus! Vem me abraçar, Papai!
Primeiro amor (Rebanhão)
Letra e Música: Carlinhos Félix
.
Eu quero voltar ao início de tudo
Encontrar-me contigo, Senhor.
Quero rever meus conceitos e valores
Eu quero reconstruir.
Vou regressar ao Caminho
Vou ver as primeiras obras, Senhor.
Eu me arrependo, Senhor
Me arrependo, Senhor
Me arrependo, Senhor!
.
Eu quero voltar ao primeiro amor
Ao primeiro amor!
Eu quero voltar a Deus!.
Soli DEO Gloria!

4 comentários:

  1. Aclame ao Senhor toda a Terra e cantemos
    Poder, Magestade, louvores ao Rei
    Montanhas se prostam e rujam os mares ao som do Seu nome.
    Alegre Te louvo por Teus grandes feitos
    Firmado estarei, sempre Te amarei
    Incomparáveis são Tuas promessas pra mim...

    ResponderExcluir
  2. É realmente, precisamos voltar ao início de tudo, saber que DEUS está sempre ao nosso lado, e podermos recomeçar. TE AMO DEUS!

    ResponderExcluir
  3. Que Deus te abençoe..
    Fica com Deus e bom restim de semana.

    ResponderExcluir