domingo, 11 de outubro de 2009

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

PREDESTINAÇÃO

PREDES~1“Na Sua onisciência, Deus predestinaria um número exato de pessoas para ser condenado e outro para descansar eternamente? Teria cada homem seu destino traçado?”

Acreditamos que Deus, na Sua onisciência, por meio de leis científicas e matemáticas, sabe quantos vão vencer a batalha da fé e terminar triunfantes na eterna glória, porém, isso nada tem a ver com a predestinação fatalista (João 17:5).

No que tange à predestinação, ela se baseia, em essência, no “conhecimento anterior” de Deus, no sentido de que o Seu “amor eterno” e preocupação e interesse pelos crentes é que está em foco. Aqueles sobre quem fixou Seu coração de antemão, portanto, são aqueles que se tornaram o alvo de seu decreto determinador.

Este decreto determinador não é um mero pronunciamento judicial, mas é indubitavelmente acompanhado por um poder orientador e criador, através do Espírito Santo, que garante o cumprimento do propósito de Deus.

O grande alvo da predestinação é a chamada dos crentes dentro do tempo, e o resultado de ambas as coisas é a transformação do crente segundo a imagem de Cristo, tanto moral (no que tange à participação do crente na própria santidade de Deus, tal como Cristo dela participa), como metafísica (no que convence a natureza essencial de Cristo).

Não existe, portanto, predestinação para a condenação. Por exemplo: O caso do endurecimento do coração de Faraó, por dez vezes consecutivas, a Bíblia diz que ele mesmo de endureceu contra a ordem de Deus (Êxodo 7:13; 8:15,19,32; 9:7,34,35; 13:15; 14:22), e dez vezes lemos que Deus o endureceu (Êxodo 4:21; 7:3; 9:12; 10:20,27; 11:10: 14:4,8,17).

Theodoret assim explica o caso: “O sol, pelo seu calor, torna a cera mole e o barro duro, endurecendo um, amolecendo outro, produzindo pela mesma ação resultados contrários. Assim, a longanimidade de Deus faz bem a alguns e mal a outros; alguns são amolecidos e outros endurecidos”. Contudo, cremos que este amolecimento ou esse endurecimento vem daquilo que o homem apresenta a Deus: um coração contrito, ou orgulhoso.

Deus não endurece o coração de um indivíduo, necessariamente com uma intervenção sobrenatural; o endurecimento pode ser produzido pelas experiências normais da vida, operando através dos princípios e do caráter da natureza humana, que são determinados por Ele. Esta verdade é profundamente hebraica. Um exemplo semelhante desta forma hebraica de pensamento encontra-se em Marcos 4:12, onde Jesus apresenta sua razão para ensinar a verdade sob a forma de parábolas.

Em outras palavras, apesar de a Bíblia declarar que Deus predestina para a vida, para a transformação segundo a imagem de Cristo e para a santidade, isto não quer dizer que Ele predestine algumas pessoas para a condenação conforme os teólogos calvinistas mais radicais tem imaginado. Deus predestina segundo a Sua presciência (I Pedro 1:2).

As Escrituras denominam tão-somente os crentes de eleitos, chamados, escolhidos e predestinados, mas sempre relacionados com a sua posição em Cristo, como as varas na videira. “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo” (II Coríntios 5:17). Todo aquele que crê em Jesus, e pela fé permanece n’Ele, tem a vida eterna e não entrará em condenação (João 15; Romanos 8.28-30).

O fatalismo e a predestinação absoluta nunca fizeram parte da doutrina e tradição apostólica, e são comuns às seitas heréticas que se consideram favoritas da Divindade e responsáveis pelo desinteresse, frustração e  miséria de muitos indivíduos, povos e igrejas.

Analisando a idéia do destino na linguagem popular, vemos que significa uma forma sobrenatural, indomável e irresistível, da qual não podemos fugir e que limita a nossa liberdade e vontade.

Por ser uma maneira muito cômoda de pensar e agir, é ela perfilhada por várias religiões e filosofias (fatalismo) e até por confissões religiosas (predestinação absoluta), mas sem base no ensino das Sagradas Escrituras.

Desde épocas imemoriais o homem tem tido o hábito de acumular na lembrança, através de sua agitada existência, pequenos fracassos, desventuras e fatalidades, e com elas construiu um monstro a que deu o nome de “destino”, que compreende como uma determinação imutável, esquecendo as inúmeras bênçãos, vantagens e vitórias alcançadas na adversidade.

Sendo o destino o fim para que tende qualquer ação, o lugar a que se dirige a pessoa ou objetivo em causa, ele está sujeito às leis espirituais e materiais que regem o Universo.

Assim, a vida é composta de bons e maus sucessos, em conformidade com o tempo, o local, o ambiente, a experiência e a atitude do indivíduo em relação a estes elementos. Cada homem tem, pois, que procurar, na prática de uma boa consciência, o caminho da verdade e do dever, sejam quais forem as consequências de sua determinação.

Está escrito na Bíblia que só Deus é realmente bom, não pode ser melhor do que é visto ser a personificação do Amor (Lucas 18:19. I João 4:8). Como pessoa livre, perfeita e justa, criou o homem à Sua imagem e tornou-se o alvo de toda a dedicação (Gênesis 1:26,27; Salmo 8). Como podia Deus fazer acepção dentre as suas criaturas e determinar-lhes destinos diferentes, senão aqueles que eles próprios como seres livres e feitos à semelhança da mesma Divindade, desejarem de “motu próprio” trilhar (Romanos 2:11-16; 10:12-17)?

Deus não apenas seria imperfeito, mas também a encarnação da matéria e maldade, se nos induzisse a acreditar no Evangelho para nossa salvação, quando afinal já determinara que nos havíamos de perder ou salvar.

Portanto, nenhum homem, grupo ou organização tem privilégios diante de Deus, a não ser aquele que voluntariamente aceita Jesus como Salvador; porque Deus não faz acepção de pessoas, e muito menos predetermina, para certos grupos, um juízo, um destino cruel na Eternidade. Sobre o assunto a Bíblia diz: “Vivo eu, diz o Senhor Jeová, que não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho e viva; convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois por que razão morrereis?” (Ezequiel 33:11) “Porque Eu bem sei os pensamentos que penso de vós, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que esperais.” (Jeremias 29:11)

* Adaptado de: “A Bíblia Responde” – Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembléias de Deus, 1983.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

TALENTO, UNÇÃO E CRIATIVIDADE (PARTE I)

LOVE De vez em quando ainda me surpreendo com alguma lembrança da minha infância. Durante as aulas na Escola Bíblica Dominical, as professoras – na verdade, hoje sei, eram simplesmente pessoas capacitadas por Deus para serem facilitadoras no nosso processo de aprendizagem, e que amavam muito fazer isto –, se esforçavam para transmitir as verdades bíblicas usando os meios que elas tinham à sua disposição na época. Nada de aulas com animações em DVD e CD-ROM, ou nem mesmo utilizando apresentações em slides em um Data-Show, e nem com o auxílio de um retroprojetor (eram tão caros, na época). Nenhuma computação gráfica ou uso da realidade virtual: recursos que Bíblias On-Line iriam nos trazer mais tarde. Bem mais tarde…

Criatividade. As professoras – ou as “tias”, como nós as chamávamos –, se esforçavam ao máximo para nos trazer a elucidação de histórias bíblicas de maneira simples e de fácil compreensão, usando além das Revistinhas da EBD (na época, não tão modernas e bem diagramadas, como as de hoje em dia, e nem não tão coloridas como deveriam), flanelógrafos, fantoches, parábolas, cantigas, anedotas cristãs, dramatização e muita criatividade. E paciência também! Hehehe…

 

O finalista do programa "Astros" do mês de Julho de 2009, Anderson Lima,  entoando o hit gospel: "Faz um milagre em mim", de Régis Danese.

Talvez uma das parábolas que mais marcou a minha infância, e a história da minha vida como um todo, foi a Parábola dos Talentos. Uma história de autoria do próprio Senhor, escrita há milênios atrás, sendo recontada a algumas crianças, numa classe bíblica, por volta do ano de 1990. Impactou-me a forma como aquele senhor recompensou a cada um de seus súditos, quando retornou para ajustar as contas com eles, proporcionando a cada um o justo tratamento por terem multiplicado os seus talentos. “Sobre muito te colocarei”, disse aos servos que sabiamente souberam ser fiéis no pouco que receberam.

Ao servo inútil – que, temeroso em  arriscar o único talento que recebera, enterrou-o – disse o seu senhor: “Mau e negligente servo; sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros. Tirai-lhe pois o talento, e dai-o ao que tem os dez talentos. Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado.” (Mateus 25:26-29) Uau! Esta parte sempre me causou um enorme calafrio!

Talento. Uma palavra de um significado tão tremendo, e que agrega uma grande responsabilidade da parte daquele que o detém. Sei que um dos talentos que Deus me deu foi este que estou fazendo uso neste exato momento: o dom de escrever. E procuro fazê-lo bem, e com excelência. Tento melhorar cada vez mais, e o blog é uma das minhas maneiras preferidas de ir aperfeiçoando-o cada vez mais. Outro talento que foi-me “emprestado por Deus foi o dom de cantar, ou melhor, o dom de ministrar louvores a Ele em forma de canções. Desde que o descobri, latente dentro de mim, algo que espontaneamente foi vindo para fora, tenho procurado não enterrá-lo, mas tento usá-lo cada vez mais para o engrandecimento do Nome do Senhor Jesus Cristo.

Deus tem-me concedido nestes dias muitos outros dons, como o dom de ser pai, o dom de ser um bom amigo, o dom de ser um bom esposo, o dom de amar, o dom de ser amado, o dom de compartilhar, o dom de ensinar (e por isso, sou professor, com muito orgulho!). Ele o tem feito pela Sua imensa Graça, pois como sabemos, Graça é um “favor não-merecido”! Não mereço, realmente, que Ele faça de mim um levita, um escolhido, um vaso, um “ministro de louvor para as nações”, como ele certa vez prometeu, através da boca de um de seus profetas. Mas tudo é por Ele, tudo é para Ele, e tudo é dEle. “Glória, pois, a Ele eternamente.” (Romanos 11.36)

Ser escolhido por Deus tem as suas vantagens, e também os seus desafios e lutas inerentes ao Chamado dEle. Mas temos que ter sempre em mente que o nosso amanhã está nas mãos dEle, e que nós temos uma escolha a fazer: duvidar ou crer. Aqueles que escolhem a dúvida escolhem viver a margem do Plano, afastando-se da boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Aqueles que decidem viver pela fé, serão por ela justificados, e poderão gozar da Paz de Deus, que excede a todo o entendimento.

TALENTO, UNÇÃO E CRIATIVIDADE (PARTE II)

Talento e criatividade são instrumentos maravilhosos, mas não suficientes para a pregação do Evangelho da paz. Falta ainda um elemento, que associado a estes dois, trará um resultado sem precedentes na Historia da humanidade. Este terceiro e imprescindível elemento é a Unção de Deus.

Unção. Certa vez, ouvi em um seminário a seguinte alegoria a respeito da Unção. Um garoto perguntou para um pastor: “O que é unção?” O pastor, então, chamando à atenção do garoto para um boi, que pastava a distância, indagou: “Você está vendo aquele boi pastando?” O garoto respondeu: “Sim.” Então, falou o homem mais velho: “Aquilo não é unção.” Em seguida, olhou para um passarinho, que cantava no galho de uma árvore, e disse: “Você está ouvindo aquele passarinho, ali, cantando?”. “Sim”, disse o menino. “Aquilo também não é unção”, replicou o pastor. O garoto, exasperado, insistiu com o pastor: “Diga-me, então, o que é unção?” Após uma pausa breve, o pastor voltou-se para o garoto e concluiu, dizendo: “Se você vir um boi, no galho de uma árvore, cantando feito passarinho, aquilo é unção.

Além de boas risadas, a alegoria fez-me refletir e analisar os conceitos paradigmáticos a respeito da unção divina vigente nos dias de hoje. Alguns dizem ser aquilo que os faz tremer, literalmente, dos pés à cabeça, durante alguns minutos em um culto tipicamente pentecostal. Outros defendem que a Unção é uma propriedade deles mesmos, e que podem transferi-la a quem e no momento em que assim o desejarem. Absurdo!

Ora, vós tendes a unção da parte do Santo, e todos tendes.” (I João 2:20)

A Unção é, antes de tudo, manifestação do poder de Deus em nós, capacitando-nos para fazer algo especial em prol do Seu reino aqui na Terra! Mesmo que tenhamos (ou não) alguma experiência de gozarmos, instantaneamente, de uma paz inexplicável, ou uma alegria incontrolável, só iremos saber se, de fato, recebemos a Unção, pelos frutos que ela produz em nós: uma mente renovada, e um espírito que anseia a cada dia por mais e mais de Deus, um coração ensinável e fácil de ser tratado por Ele, uma vida santa e reta diante de Deus, etc.

E a Musicalidade? É um dom perfeito do Pai das Luzes que se manifesta em suas criaturas, caracterizando-se pela habilidade de comunicar-se musicalmente, expressando sentimentos de amor e adoração pelo Criador, bem como a proclamação ao mundo do poder do Evangelho através da linguagem artística-musical. Temos conhecido grandes músicos em nosso meio, artistas cristãos que se consagraram (ou não) no meio secular, alguns dos quais se distanciaram do Caminho. Mas isto não é uma regra: muitos têm sido chamados para serem artistas seculares, segundo uma recente profecia proferida em um dos Congressos realizados pelo reconhecido Ministério de Louvor Diante do Trono(*), e não tem negociado a sua Unção, como diz a canção da Fernanda Brum.

 

"Nas igrejas evangélicas do Brasil estão os maiores cantores do Brasil no momento (…)" Arnaldo Sacomanni, jurado do programa "Astros", do SBT.

Creio que este seja o caso de Anderson Lima, o rapaz do vídeo acima: ele foi um dos finalistas do mês de julho, do programa “Astros”, um reality show do canal de televisão brasileiro SBT, que dá espaço para que novos cantores, aqueles que tem realmente talento, e que ainda são desconhecidos do grande público, de mostrarem seu trabalho. Como eu disse lá em cima, na Parte I, Deus lhe emprestou uma linda voz, um carisma tremendo na hora de cantar e uma afinação extraordinária.  Tanto que, num dado momento, um dos jurados chegou a afirmar que os maiores cantores atualmente no Brasil estão na igreja evangélica.

Esta afirmação, saindo da boca de um crítico musical secular, merece toda a comemoração do mundo, pois parece que finalmente estamos recebendo o devido crédito que merecemos, o reconhecimento pelo trabalho social das igrejas, o qual certamente incluiu o trabalho de musicalização, principalmente, das camadas sociais mais pobres, que dificilmente teriam acesso a qualquer coisa nesta área, o que tem possibilitado o surgimento de grandes talentos, em nosso meio;  mas mesmo assim, de qualquer forma, sem o agir de Deus, a concessão dos dons, a capacitação que vem dEle para este trabalho tão árduo, e Sua infinita Graça, isto não estaria acontecendo!

Por isso, ao mesmo tempo que esta frase do Arnaldo Sacomanni merece comemoração, é mister também que venhamos a refletir sobre tudo isso, sobre os rumos da nossa Música, se é isso que queremos mesmo para a Igreja brasileira. E, acima de tudo, que venhamos a dar toda a Glória a Deus em tudo, e por tudo, e não tentar usurpar alguma dessa glória (humana, terrena e passageira) para nós mesmos, e corrermos o risco de nos afastarmos de nosso Salvador!

Soli DEO Gloria!

(*) Assista na íntegra o vídeo da gravação em que a integrante do Diante do Trono,  Helena Tannure, prega que Deus vai levantar ministros para serem músicos seculares, clique aqui. O conselho bíblico para nós é que devemos examinar tudo, e reter o que é bom! (1 Tessalonicenses 5:21)

domingo, 12 de julho de 2009

ANGÉLICA CHELLY: HERANÇA DO SENHOR…

…………………………….…….…………. “Herança do Senhor são os filhos; e o fruto do ventre, seu galardão."

Salmo 127:3.

Como é bom podermos comemorar o aniversário das pessoas a quem amamos. Mas neste dia de hoje pude comemorar o aniversário de uma pessoa muito especial para nós. Uma pessoa que até bem pouco tempo atrás nem sequer existia, mas nós já sentíamos falta dela. Uma pessoa que tem somente alguns centímetros de estatura e que pesa somente alguns poucos (?) quilos, uma pessoa com a qual eu sonho dormindo, e também sonho acordado.

DSC09190

Na verdade, eu acho que essa pessoa é mesmo um Sonho, pois toda a vez que eu a vejo eu sinto paz. Sinto-me feliz, mesmo que ela esteja bastante emburrada ou enjoada; sinto-me tranquilo, mesmo que seus berros de desespero por comida, por algo que lhe saiu das mãos, ou mesmo por um simples abraço, estejam ecoando por toda a casa. Não, não é à pessoa da minha esposa que me refiro desta vez. Claro que,  se não existisse a minha esposa, esse Sonho a que me refiro agora também não existiria na minha vida…

Estou falando do meu anjinho! Sim, acho que acertamos no seu nome, pois “Angélica” significa simplesmente “angelical”. Mas alguns sítios, desses que a gente acha o significado dos nomes das pessoas, gostam de colocar o seu sgnificado de “pura como um anjo”, e eu gostei muito porque, no caso da minha “pequenininha”, ela é assim mesmo, pura, meiga, calma, serena, angelical... Bem, isso na maior parte do tempo. Mas é claro que ela tem aqueles momentos assim, digamos, “explosivos”! E como tem! Mas digamos que nisso ela “puxou” exatamente aos pais que ela tem… Hehehe…

Momento do tradicional "Parabéns a Você"! E a hora de soprar a velinha!

Enfim, gente, minha princesa completou hoje o seu primeiro aniversário, e quero deixar aqui registrado em meu blog, neste espaço que eu tanto gosto de escrever sobre temas bíblicos, porém, hoje a mensagem é mais pessoal, é aquela que é vivenciada na intimidade do nosso lar! Somos uma família! Sim, hoje somos uma família! Sem nossa filha éramos apenas um casal (muito feliz e abençoado, por sinal), mas hoje, nós somos Família! Angélica, você nos fez sermos pais, e nós te amamos muitíssimo por isto! Um dia, você lerá essa postagem e entenderá, mas já terás essa certeza em seu coraçãozinho! A certeza de que o seu papaizinho te ama muito, e que a sua mamãezinha te ama muito também!

princesa do papai (edinaldo moraes)

adaptado por: andré de araújo neves

quando você nasceu,
conheci um novo amor.
linda e reluzente,
tão cheirosa como a flor. 
um olhar que me alegra,
um sorriso que me atrai.
a estrela mais bonita,
a princesa do papai. 
o teu pequeno abraço,
aprisiona meu coração.
o teu beijo inocente,
é motivo de emoção. 
esta é minha filha,
razão do meu viver.
Angélica, eu confesso,
“ o papai ama você “. 
como eu amo, como eu amo você minha filha… 
quanto mais o tempo passa,
multiplica alegria.
você me surpreende,
sendo noite ou sendo dia.
és a grande alegria,
que invade o meu ser.
chelly, confessamos,
“nós amamos você”.
como eu amo, como eu amo você minha filha…

segunda-feira, 30 de março de 2009

SOLDADO FERIDO

Estamos nos aproximando de mais uma Semana Santa, na qual os cristãos do mundo inteiro fazem publicamente um memorial dos últimos acontecimentos da vida de Jesus Cristo sobre a Terra, antes de Sua ascenção aos Céus. Somos desafiados a lembrar de Sua morte na Cruz por nós, concomitantemente ao contemplarmos o mistério de Sua ressurreição. A Páscoa é um tempo de muita reflexão e de retornar ao primeiro amor! A Páscoa é um tempo de celebração da morte e da ressurreição do Senhor por nós. Mas é também um templo de lembrar que Ele nos ensinou a amarmos uns aos outros, da mesma forma que Ele nos amou!

Somos salvos por Sua misericórdia e nao por obras das nossas mãos, mas mesmo assim alguns ainda insistem em sua própria “auto-justiça”, e ao pensarem assim, consequentemente passam a “matar” o seu irmão que, digamos assim, não é tão “santo” quanto ele. Não foi assim que aconteceu na passagem que nos conta a respeito de dois homens que subiram ao Templo para orar? (Lucas 18:9-14). A Nova Versão Internacional assim traduz a parte inicial deste texto: “A alguns que confiavam em sua própria justiça e desprezavam os outros, Jesus contou esta parábola (…)

O Fariseu olha para o Publicano e, hipocritamente, rendia graças por ser “tão mais santo” do que aquele que aos seus olhos era um verdadeiro “lixo humano”. Assim acontece nos dias de hoje… Muitos têm uma atitude tão áspera para com aqueles que um dia caíram, pecaram ou foram embaraçados pelo pecado. Desprezam e “matam” mais ainda aqueles que, feridos, foram arrastados para dentro da lama.

A Igreja é o único Exército que abandona seus feridos em combate.”

Ao invés de lhes estenderem a mão para ajudá-los, muitos preferem lançar-lhes as pedras do seu desprezo, da sua indignação, do seu desamor e da sua falta de compaixão. E é assim que acabamos nos tornando este provérbio. Você já ouviu isto? Eu já… E pior do que já ter ouvido, pude ter o desprivilégio de sentir na pele este abandono no momento em que necessitava tanto de ajuda, de oração e de carinho das pessoas, algumas destas que diziam todos os domingos após os cultos: “Eu te amo, em Cristo Jesus”. Mas, que amor é este? Um amor superficial, somente da boca para fora, em outras palavras, um amor fingido.

Para estas pessoas é muito difícil retornar à igreja, muitos as julgam como alguém que não merece ser chamado de ‘filho de Deus’ (como se algum ser humano na face da Terra merecesse), como alguém que deve ser banido da Casa de Deus. Isto contrasta radicalmente com este Deus amoroso a Quem servimos, e Quem derramou até a última gota do Seu precioso sangue, para nos salvar. Quem compreende o valor do Sangue de Cristo, compreenderá o valor de uma alma para Deus! (E vice-versa!) Ele  ama a cada um de tal forma, que nem mesmo o amor de mãe pode ser comparado ao amor d’Ele por nós. Aleluia!

A nossa oração é para que o Senhor alcance estas vidas novamente com Seu poder, e envie soldados de volta aos que estão feridos, para os resgatar, antes que morram! Não deixe que fiéis soldados feridos morram, não lhes negue socorro, pois são servos Teus, são obreiros da Tua seara! E que isto seja para a Tua glória e para o despertamento da Tua igreja, que antes que seja tarde, venha a se arrepender pelas vidas dos seus soldados que foram deixadas para trás em plena batalha!

Soldado Ferido (Elias Silva)
Composição: Junior

Há muitos feridos...
Choram de angústia e de dor
Clamam por proteção e por paz...
Amigos que choram
Sua necessidade atende hoje
Não deixes um soldado ferido morrer!

Verta o bálsamo...
E a ferida sarará...
Protege-o com Teu manto de amor...
O pão partiremos sim
Descanso lhes dará
E toda angústia sairá
Não deixes fiéis soldados feridos morrer!

Seguindo Sua ordem
Lutaram na frente para o Rei
E o forte inimigo puderam vencer...
Mas por este esforço, Satã intentou suas vidas matar…
Não deixes um soldado ferido morrer!

Não podes olhar sem socorrer
O amor é mais forte, e faz viver
Não podes deixar um soldado ferido morrer!

quinta-feira, 26 de março de 2009

SACRIFÍCIOS DESNECESSÁRIOS E ABOMINÁVEIS

"Para que não mais sejamos meninos, inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro; antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo n’Aquele que é a cabeça, Cristo Jesus." (Efésios 4.14-15)

Loucuras da Religião (2) Estarrecido. Confuso. Assustado. Pasmo. São algumas palavras que podem parcialmente definir o sentimento que me ocorreu à alma no exato momento em que acessei as atualizações de fotos postadas no perfil de algumas pessoas no maior sítio de relacionamentos do mundo, o Orkut. As imagens mostravam algumas mulheres, submetendo-se a uma espécie de  ritual de purificação dos mais bizarros que já vi… Você deve estar pensando que me refiro a alguma cerimônia religiosa dos Hare Krishnas, ou dos rituais exóticos dos wiccas buscando a interação com seus deuses, ou mesmo aos  cultos hindus. Porém, a triste cena que vi acontecia numa igreja que se considera cristã!

As imagens falam mais do que mil palavras. Uma comunidade reunida, pessoas em aparente excitação religiosa, lágrimas vertendo dos olhos de pessoas com coração sincero… Porém, tudo isso misturado com um cenário que mais parecia um salão de cabeleireiro. Mulheres sentadas na única poltrona disponível, nada de espelho… Uma após a outra tendo seus cabelos raspados com uma aparelho próprio para este fim. A imagem acima é apenas uma ilustração, mas o “trote gospel” é bem mais do que isso: envolve o ser reconhecido como alguém “muito espiritual” nesta grei, alguém com “mais unção”. Se desejar visualizar mais imagens, clique aqui e veja com seus próprios olhos o porquê de tal estremecimento em meu espirito. 

O que me chamou mais ainda a atenção é que eu pude ver pessoas ali que, espiritualmente falando, não nasceram ontem (João 3:3), isto é, são velhas contertidas, e não neófitas! Mas mesmo assim, como meninos inconstantes, foram levados por mais este “vento de doutrina” que resolveu soprar aqui em Rondônia! Fico pensando como podem transformar em dissolução a graça que receberam, como conseguem enxertar a Graça de Deus na árvore da operação do erro, do engano e da corrupção. Sim, porque assim estão, mesmo sem querem, corrompendo a Palavra de Deus.

Dizem que cada indivíduo deve andar segundo a própria revelação de Deus para si, e assim conseguem “sair pela tangente” quando os inquirimos do porquê de fazerem coisas, digamos assim, “extravagantes”. Afirmam que Deus os ordenara a assim proceredem, mas se Deus não nos ordenara a fazer o mesmo, amém. Podemos seguir nosso caminho e eles o deles… Simples assim. Desta forma, eles estão sendo enganados por revelações pessoais, às quais consideram superiores à Suprema Revelação Universal de Deus à toda a humanidade: a Bíblia Sagrada! Esqueceram de 2 Pedro 1:20-21, que diz "que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo".

Pergunto a uma destas jovens mulheres que rasparam a cabeça, a respeito de que razões a levaram a tal decisão, e foi-me respondido que ela fez um voto, no qual desejou oferecer algo muito valioso para Deus, e ela considerou que seus cabelos seriam uma oferta preciosa, pelo seguinte motivo: porque a Bíblia diz que o cabelo é a honra da mulher, e de fato é assim (I Coríntios 11:15). Porém, uma análise minunciosa em todo o contexto, bem como uma anáilise hstórica dos fatos que levaram Paulo a escrever o referido texto, nos levam a algumas conclusões: que a honra da mulher é no sentido moral (e mesmo sexual), e que como as mulheres cristãs (e também os homens!) são constantemente advertidas a manterem-se puras em todo o seu proceder (I Pedro 1:15), logicamente Deus não aceitaria que delas fosse tirada esta honra, nem que fosse para ser “ofertada” a Ele! Tal coisa soa como absurdo!

Para que Hermenêutica, Homilética, Teologia Sistemática, blá-blá-blá… se Jesus era simples?

Uma vez li a frase acima, escrita como Mensagem de Status de um de meus contatos em um programa de comunicação instantânea.  É uma pergunta que apela às emoções humanas, porém trata-se de mais uma falácia. Jesus, aos doze anos, já disputava com os Mestres da Lei. De fato, Cristo era simples e humilde de coração; mesmo assim, Ele foi e continua sendo o Maior  Teólogo de Todos os Tempos! (A palavra Teologia, etimologicamente, significa conhecimento de Deus!) A resposta que eu dou para a pergunta em epígrafe é: para que absursos teológicos, como este e outros não venham a acontecer, e dou como exemplo também o vídeo abaixo:

Eu poderia continuar citando tantos e mais tantos outros exemplos do que vêm acontecendo nos nossos dias, tais como o dos pastores subindo montes em oração carregando pesados galões de 20 litros de água mineral (que depois torna-se água benta! ), ou daqueles “cristãos xiitas” que, literalmente, mortificam seus corpos com açoites e lanças, revivendo o sofrimento de Cristo a caminho de Sua cricifixão, mas vou parando por aqui. Creio que o pouco que falei já basta para ilustrar o que eu queria dizer.

Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus.” (Mateus 22:29)

Estamos debaixo da Graça, e não estamos mais sob o julgo da Lei. Somos livres em Cristo e alguns querem nos escravizar de novo com suas regras religiosas sem sentido, impondo seus dogmas como salvíficos. Como diz João Alexandre, estão reconstruindo o Véu que Cristo destruiu com Sua vida derramada lá na Cruz!

Deus não deseja de nós sacrifícios e demasiados esforços humanos para que alcancemos Suas promessas. Elas são gratuitas e nos são concedidas mediante a Fé em Seu sacrifício supremo. Jesus disse: “Ide, porém, e aprendei o que significa: ‘Misericórdia quero e não holocaustos’!” (Mateus 9:13) Alguns, ainda hoje, estão precisando aprender…

Misericórdia!

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

BENNY HINN E A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE... II

Os debates em uma das Comunidades dedicadas ao controvertido evangelista Benny Hinn, no Orkut, continuaram de forma tímida nas últimas semanas, e decidi publicar aqui no Blog alguns dos comentários dos meus debatedores, que saíram em defesa do profeta da prosperidade. Por exemplo, um rapaz chamado moizes, replicou meus argumentos anteriores (vide parte I) nos seguintes termos:

Rsrsrsrsrsr Amado irmão vc já entregou sua vida para Jesus, vou ser mais obvio,vc já morreu para o mundo,é convertido?vc anda em santidade com Deus?Vc prega a Palavra de Deus?vc louva a Deus?.Vc fala de Jesus para os perdidos?Vc anda nos caminho do Senhor?.Vc tem idéia o que é o evangelho de Cristo?.Vc vive do envangelho de Cristo?.Ainda é tempo! pois Jesus esta de braços aberto,te esperando vc,tomar atitude.Parar de ser religioso,só Jesus salva! (sic)

Em nenhum momento eu afirmei que alguém que pensa diferente de mim não é convertido nem coloquei em dúvida a salvação de alguém aqui, só porque gosta de ler as obras de BH ou o admira como pregador ou seja lá o que ele for. Ninguém a não ser Deus tem o poder de sondar o meu coração e saber se estou em Cristo, mas este irmão, sem ao menos me conhecer (sem saber de absolutamente nada a meu respeito), me julgou um não-salvo e não-converso! Mas Deus sabe de todas as coisas…

Creio que a Salvação depende única e exclusivamente da Fé em Jesus Cristo como Senhor e Salvador, e não na aceitação ou rejeição de algumas doutrinas de homens, costumes ou tradições. Vou te deixar um questionamento: por acaso voce acredita que os presbiterianos, batistas ou metodistas, aos quais as vezes referem-se a eles como crentes tradicionais (não-pentecostais), não são salvos? Eles estão condenados ao inferno por não crerem em seus dogmas pentecostais? Pois, se eles crerem em Cristo e o receberem como Salvador, e como fruto de sua fé viverem uma nova vida de santidade diante de Deus (e eu particularmente conheço muitos assim), isso não será suficiente para garantir-lhes a salvação? Então, para você, meu amado, Jesus não é suficiente?

Vamos, então, um pouco mais além: será que os irmãos, pentecostais como você, que chegaram à conclusão, depois de muito estudo e reflexão na Palavra e oração, de que BH não atende aos pré-requisitos bíblicos para ser considerado um Profeta verdadeiro do Deus da Bíblia, e de que ele prega heresias, ou seja, coisas que a Bíblia condena como tais, mas que crêem no Senhor Jesus como seu único e suficiente Salvador, são batizados com o Espírito Santo de Deus, falam em mistérios com Deus, buscam evidenciar em sua vida não apenas os dons, mas também os frutos do Espírito Santo (também conheço muitos e eu me incluo no meio deles), enfim, estes irmãos não estão salvos? Desde quando a salvaçao depende da opinião pessoal que cada um de nós tem a respeito de BH? Porque creio que se for realmente nisto que voce crê, então, meu amado, acho que já não estamos mais no mesmo barco. Creio que voce não está mais servindo ao Deus Verdadeiro, o Deus da Bíblia, mas à uma imagem d'Ele que voce mesmo criou... Vemos então, que quem está sendo "religioso" aqui é você!

Então, nossa irmã ♥vanusa Ferreira trouze novamente à tona o antigo e cansativo argumento do “não julgueis para não ser julgados”:

a palavra diz para reter-mos o q é bom... axo q quando um ministério ta indo pra frente sempre aparece afrontas... é pelos frutos q se conhece a árvore e no caso do Benny ta dando mt fruto axo q as pessoas deveriam se preocupar + com pregar o evangelho e parar de se meter na vidas dos outros....” (sic)

Este argumento de "Não julgues para não ser julgados" já foi por demais debatido neste tópico, e portanto eu nem vou me dar o trabalho de dizer tudo de novo; só peço a você que leia as postagens anteriores (se possível, é claro) e tente acompanhar em que ponto a disursão aqui se encontra.

Quanto ao segundo argumento, o de que "quando um ministério ta indo pra frente sempre aparece afrontas", quero te deixar alguns exemplos para a sua reflexão: o caso do aplaudido pastor e músico Michael Guglielmucci, do grupo de louvor australiano Hillsong, que mentia para o povo dizendo que sofria com um câncer terminal, levantando ofertas para despesas hospitalares e que disse que o Espírito Santo lhe inspirou a escrever um cântico que foi gravado pelo famoso grupo, quando na verdade sua enfermidade era espiritual, a pornografia. Leia mais AQUI. Pois bem. Se aparece alguém denunciano o pecado daquele homem, com certeza iriam aparecer os tietes de plantão dizendo que não podemos dizer estas coisas de um homem de Deus, e que seu profícuo ministério era a prova de que Deus era com ele? Quer outros exemplos? Que tal o Pastor Jimmy Swaggart? Ah, não sabe quem é? Nunca ouviu falar? Então, veja isto AQUI. Ou que tal Caio Fábio?

Ministérios que "davam muitos frutos", não? Mas pelo fato de não queremos que as pessoas pensem que estamos querendo nos meter na vida dos outros, ficaremos então calados quando vemos as pessoas pecarem, e destoarem do plano que Deus tem para sua vida? Este não é o nosso papel, como Igreja, amados irmãos! Pelo contrário, sejamos a "geração que denuncia o pecado, mas ama o pecador", como diz a letra de uma cançao da Eyshila... Assim seja!

Aí o pior veio depois: nosso irmão Roberto Pereira foi autor dessa proeza que transcrevo a seguir, que embora não tenha sido dirigida diretamente a mim, mas sim ao autor do tópico, acrei interessante também comentar:

“querido e amada dimitrius, ñ questiono, ñ julgo, vc sitou varios versivulos biblico, sei q uma pessoa muito entendida na biblia, mas tem uma coisa, a bilblia nos diz q: erreis por ñ ler as escrituras. hj estou entrando no meio d eventos evangelicos, e fico sabendo e vejo muita coisa, então deico o q fazem eles com Ds. Ex: tem um pregador q antes d pregar ele cherava,... isso mesmo ñ escrevi errado ñ ele cherava cocaina, e contou na msg uma mentira q no fiinal ele mesmo disse: "rapaz ñ q até eu tava acreditando" e esse culto foi uma glória. agora me diz? se jesus voltasse naquela hora aquelas pessoa ñ subirian? então a mesma coisa com hinn. abraço amado.” (sic)

Percebem como é confusa esta linha de argumentação dele? Jesus! Mas enfim, refutei-lhe nestes termos: Primeiro, não entendi muito bem o seu posicionamento. Afinal de contas, você acredita ou não que BH é um verdadeiro profeta de Deus? Segundo, acho que o exemplo (eu diria que é um mau exemplo!) que voce deixou foi uma deixa para o que a ♥vanusa disse antes, pois ela dizia que quando um ministério "dá muitos frutos", aparecem pessoas para afrontas os "ungidos de Deus"... Que argumento mais manjado este...

Pois bem, neste caso que você contou o "pregador" realmente não tinha vida com Deus coisa nenhuma, pregava coisas que ele não vivia, era escravo do pecado do vício, e ainda por cima desrespeitava, ou melhor, profanava o púlpito santo do Senhor proferindo mentiras, enquanto Pv 6:17 diz que Deus odeia a língua mentirosa! E, ao mesmo, tempo, voce afirma que "aquele culto foi uma glória"... Glória por quê? Não vejo Deus sendo glorificado nisto que voce falou, pelo contrário, vejo que o Nome santo do meu Deus foi envergonhado nesta ocasião! Com certeza, quem viu tudo isso se escandalizou, e a Palavra fala que ai daquele que escandalizar o Evangelho. Meu amado irmão, Deus é um Deus zeloso e SANTO, Ele não compactua com o pecado, e d'Ele não se zomba assim, não, e fica por isto mesmo! E com certeza, a potente Mão de Deus pesará sobre este falso profeta também, caso ele não se arrependa! E ai daqueles que permitem que estas coisas aconteçam, daqueles que cedem seus púlpitos para que estes palhaços que se dizem pregadores façam e falem estas asneiras!

Terceiro, em relação à salvação das pessoas presentes nestes cultos, volto a dizer o que eu falei para o moizes: a salvação não está condicionada à aceitação de certas doutrinas proferidas pelos pregadores modernos, mas sim à fé em Jesus e ao conseqüente novo nascimento! Mas não, não concordo que se dá o mesmo com BH. Hinn é um falso profeta que precisa se arrepender e clamar pelo perdão do Senhor por ter enganado a muitos, retratar-se dos insultos e maldições que proferiu contra homens de Deus que o desafiaram à retornar às Escrituras!!!

Chegamos então, ao depoimento do ViNiCius, que claramemente se revelou uma espécie de fã incondicional de Benny Hinn, elevando-o à uma qualidade superior em termos de comunhão com Deus a um dos escritores do Novo Testamento:

Homem de Deus. Chego a Pensar que Nem o Apostolo Paulo teve Tanto Intimidade com Deus como Benny Hinn... Aquilo ali que o Benny Hinn tem foi conseguido com milhares de horas de oração e com milhares de dias de Jejum... =)) Não só ele se Destaca, mas o Reinhahd Boonke também é muito Usado por Deus, já ganhou mais de 100 milhoes de almas pra Jesus(Imagina o Galardão dele), Curas, libertação e poder de Deus. Billy Grham também não fica pra traz. O apostolo Waldemiro Santiago que está surgindo agora no Brasil, Homem pelo qual Deus está fazendo milagres TREMENDOS. E mais tantos missionários que estão espalhados pela India e pelo mundo afora... Deus levanta Homens que se dispoe a RENUNCIAR E TER INTIMIDADE COM ELE.” (sic)

Suas palavras o denunciam quase que como um idólatra, ou no mínimo, um fã de BH, um verdadeiro tiete. Veja bem, como voce pode afirmar, categoricamente, que BH possui no seu currículo "milhares de horas de oração e milhares de dias de Jejum"? No que você se baseia para ter tanta certeza assim? Ah sim, no que o próprio BH afirma em seus livros, não é mesmo? Que rapaz mais modesto e humilde ele é, não? Primeiro, por afirmar uma coisa que ninguém pode atestar, se ele passa mesmo tantas horas assim em oração (isto é entre ele e Deus); não seria isto por si só um farisaísmo? Ele deveria ser mais humilde e reconhecer que precisa do Senhor para estar em Sua presença, pois nenhuma carne pode se gloriar na presença de Deus!

Segundo, por achar que isto o exime da responsabilidade de examinar as Escrituras de dia e de noite, e de nela meditar, a fim de pregar apenas e tão somente o que está escrito nela! E não estas revelações que ele diz ter, e que frequentemente tem batido de frente com a Revelação das revelações, que é a Bíblia Sagrada!!!

Se BH tem mais intimidade com Deus do que Paulo, meu irmão, então pode rasgar metade dos livros do Novo Testamento, e em seu lugar, colocar (isto mesmo, enxertar na Bíblia) os livros de BH, afinal, devem ser tão inspirados quanto as Epístolas de Paulo às igrejas de Tessalônica, Roma, Colossos, Galácia, Éfeso e Corinto... Quem sabe, mais inspirados que a própria Bíblia! Coloque-os acima dela então! É o que muitos têm feito já! Infelizmente! Cometerão os neopentecostais como você os mesmos erros que os mórmons e outras seitas? Só o tempo dirá! Mas ainda é tempo, tempo de retornar ao Deus que se revela através da Sua Palavra!!! De volta à suficiência das Escrituras!!!

Homem de Deus é? Um homem de Deus faz isso?

Estes argumentos dos que se apegam as doutrinas pregadas por Benny Hinn carecem de evidências bíblicas. Um exemplodisso é esta distorção que há no meio do ovo de Deus quando ao termo “profetizar”. Só porque esta moda de "profetizar" na vida do irmão, isto é, proferir palavras "positivas", isto é, prosperidade, cura, dinheiro, família salva, muita grana, paz, mais grana, etc. (desculpem a repetição, mas é que os pregadores da Teologia da Prosperidade só falam disto... Mamon pra cá, Mamon pra lá...) a respeito dele, pegou no meio evangélico, principalmente aqui no Brasil, não quer dizer que isto seja bíblico! Á luz da evidência bíblica, profetizar é profetizar! E profecia é quando uma pessoa fala em nome de Deus... Tanto faz se ele iniciou a frase com "Deus manda te dizer ou "Assim diz o Senhor" ou não diz nada disso...

Quanto à heresia de BH ter profetizado a volta ou a presença de Jesus naqueles dias, ele foi bem enfático ao dizer que esta presença seria física! Seus absurdos teológicos não são mais segredo para ninguém aqui, como exemplo poderíamos citar que ele anunciou, certa vez, num programa de TV, que a Santíssima Trindade era constituída por nove Pessoas divinas!

A responsabilidade é muito grande quando se está à frente do povo eleito do Senhor! Ele precisa vigiar nas suas palavras! (I Pedro 5:8-9) Nao tem esta desculpa esfarrapada que voce quer que exista não, amada! Mesmo porque, caso ele reconhecesse que existe esta possibilidade, estaria então mostrando ao povo que ele mesmo não tem fé suficiente para curar a pessoa, e isto seria muito ruim para ele, como pregador do Movimento da Fé que ele é! Ou seja, ele sempre diz em nome de Deus mesmo e, quando a pessoa não é curada, eles dizem que a pessoa não recebeu a cura porque ela não teve fé, e assim tiram o deles da reta! Uma saída fácil e bastante cômoda! (Volto a insistir: Leiam "Cristianismo em Crise", da CPAD!!!)

Paz e Graça!