Creio

--> Creio que há um único Deus Todo-Poderoso, pessoal, o Criador e dominador do universo, pelo qual tudo veio a existir e que por sua vez se revela e subsiste em três pessoas, a saber: Deus o Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo . Iguais em sua Divindade, mas distintos quanto à sua personalidade. A Trindade na unidade e a unidade na Trindade, incompreensível à mente humanda, mas que aceitamos e confessamos pela Fé.

--> Creio ser a Bíblia Sagrada a verdadeira, inspirada, infalível e única Palavra de Deus, composta pelo Antigo e Novo Testamento, pelos quais devemos nos reger; de igual sorte, creio na inerrância da mesma, em quaisquer áreas em que porventura venha se expressar. Tenho plena confiança na inspiração verbal da Bíblia Sagrada, que assim é a única regra infalível de fé normativa para a vida e o caráter cristão.

--> Creio ser Jesus Cristo o Filho de Deus Pai, sendo ao mesmo tempo participante da divindade com o Pai e o Espírito Santo; verdadeiramente homem e verdadeiramente Deus. Cremos em sua ressurreição e ascensão corporal ao céu, de onde virá, no final dos tempos arrebatar os santos e julgar a humanidade impenitente.

--> Acredito plenamente na pecaminosidade do homem que o destituiu da glória de Deus, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo é que pode restaurá-lo a Deus.

--> Declaro a absoluta necessidade do novo nascimento pela fé em Cristo e pelo poder atuante do Espírito Santo e da Palavra de Deus, para tornar o homem digno do Reino dos Céus.

--> Creio no perdão dos pecados, na salvação presente e perfeita e na eterna justificação da alma recebidos gratuitamente de Deus pela fé no sacrifício efetuado por Jesus Cristo em nosso favor.

--> Creio que a salvação é providenciada unicamente pela graça de Deus e obtida pela fé no sacrifício de Jesus Cristo na cruz, independentemente de obras humanas, tendo o homem limitada participação através de seu livre arbítrio, aceitando ou rejeitando o dom de Deus.

--> Creio ser a Igreja o corpo invisível de Cristo na terra sendo orientada pelo único vigário - o Espírito Santo; formada por todos os cristãos salvos independente de denominações. À igreja ainda se reserva a adoração e evangelização do mundo enquanto cumpre as ordenanças instituídas e deixadas por nosso Senhor Jesus Cristo as quais se resumem em duas - santa ceia e batismo.

--> Creio que aos salvos está destinado o gozo eterno no céu ao lado de Deus, bem como aos perdidos a maldição eterna no lago de fogo por toda a eternidade.

--> Creio na concepção virginal de Jesus, em sua morte vicária e expiatória, em sua ressurreição corporal dentre os mortos e sua ascensão vitoriosa aos céus.

--> Creio no batismo bíblico efetuado por imersão do corpo inteiro uma só vez em águas, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

--> Creio no batismo bíblico com e no Espírito Santo que nos é dado por Deus mediante a intercessão de Cristo, coma evidência inicial de falar em outras línguas.

--> Creio na atualidade dos dons espirituais distribuídos pelo Espírito Santo à Igreja para sua edificação.

--> Creio não apenas na possibilidade, mas também na necessidade que temos de viver uma vida santa mediante a obra expiatória e redentora de Jesus no Calvário, através do poder regenerador, inspirador e santificador do Espírito Santo, que nos capacita a viver como fiéis testemunhas do poder de Cristo.

--> Acredito na segunda vinda pré-milenial de Cristo, em duas fases distintas. A primeira, invisível ao mundo, para arrebatar sua Igreja fiel da Terra, antes da grande tribulação. A segunda, visível e corporal, com sua Igreja glorificada, para reinar sobre o mundo durante mil anos.

--> Proclamo que todos os cristãos comparecerão ante o Tribunal de Cristo, para receber recompensa dos seus feitos em favor da causa de Cristo na Terra.

--> Creio ainda no juízo vindouro que recompensará os fiéis e condenará os infiéis.

--> Estou firmado na promessa de vida eterna de gozo e felicidade para os fiéis e creio na realidade do inferno e tristeza e tormento destinado aos infiéis.


Os Cinco Solas.

Sola Scriptura: Reafirmo a Escritura inerrante como fonte única de revelação divina escrita, única para constranger a consciência. A Bíblia sozinha ensina tudo o que é necessário para nossa salvação do pecado, e é o padrão pelo qual todo comportamento cristão deve ser avaliado. Nego que qualquer credo, concílio ou indivíduo possa constranger a conciência de um crente, que o Espírito Santo fale independentemente de, ou contrariando, o que está exposto na bíblia, ou que a experiência pessoal possa ser veículo de revelação.

Solus Christus: Afirmo que nossa salvação é realizada pela obra mediatória do Cristo Jesus. Sua vida sem pecado e sua expiação por si só são suficientes para nossa justificação e reconciliação com o Pai. Nego que o Evangelho esteja sendo pregado se a obra substitutiva não estiver sendo declarada e a fé em Cristo e sua obra não estiver sendo invocada.

Sola Gratia: Reafirmo que na salvação somos resgatados da ira de Deus unicamente pela sua graça. A obra sobrenatural do Espírito Santo é que nos leva a Cristo, libertando-nos da nossa servidão ao pecado e erguendo-nos da morte espiritual à vida espiritual. Nego que a salvação seja em qualquer sentido obra humana. Os métodos, técnicos ou estrategias humanas por si só não podem realizar essa transformação. A fé não é produzida pela nossa natureza não-regenerada.

Sola Fide: Reafirmo que a justificação é somente pela graça, somente por intermédio da fé e somente por causa de Cristo. Na justificação a retidão de cristo nos é imputado como único meio possível de satisfazer a perfeita justiça de Deus. Negamos que a justificação se baseie em qualquer mérito que em nós possa ser achado, ou com base numa infusão da justiça de Cristo em nós, ou que uma instituição que reivindique ser igreja mas negue ou condene o princípio da sola fide possa ser reconhecida como igreja legitima.

Soli Deo Gloria: Reafirmo que, como a salvação é de Deus e realizada por Deus, ela é para a glória de Deus e devemos glorificá-lo sempre. Devemos viver nossa vida inteira perante a face de Deus, sob a autoridade de Deus, e para sua glória somente. Nego que possamos apropriadamente glorificar a Deus se nosso culto for confundido com entreterimento, se negligenciarmos o evangelho em nossa pregação, ou se permitimos que o afeiçoamento prório, a auto estima,e a auto realização se tornem opções alternativas para o evangelho.

Fonte: http://renatovargens.blogspot.com.br/p/declaracao-de-fe.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário